23 agosto 2011

Conheça as tendências em bolos de casamento

Boa noite queridos (as), olha que matéria legal que encontrei (site do IG/ Delas) de alguma das muitas tedências que temos por ai...

Aguardo os comentários de vcs ok?!


Beijos!!

Até mais..

Alci ♥

----------

Noivos podem trocar o bolo único e decorado por miniaturas, cupcakes e até por uma mesa de doces caprichada. O que vale é priorizar o sabor

Flávia Pegorin, especial para o iG São Paulo | 23/08/2011


Diz a tradição que o bolo de casamento deve ser em forma de torre, branquíssimo, cheio de elementos decorativos e com camadas formando uma escadaria de delicadeza e sabor... Bem, às vezes nem tanto sabor assim. A pasta americana, preferida por dar um visual impecável ao bolo, não é a escolha mais agradável ao paladar. Em prol do “bolo ideal”, muitos casais acabam preferindo a forma ao conteúdo. Mas existem opções.




Em países como os Estados Unidos, o bolo de casamento tradicional já vem desandando. Casamentos mais ousados apostam nos cupcakes sem medo de serem felizes – e outras tendências ainda mais “arrojadas” começam a surgir. Bolos feitos exatamente ao gosto dos noivos, como em formato de donuts, suflês ou pavlovas, não são mais raridade. Mini-bolos individuais podem ser servidos diretamente na mesa do jantar, como sobremesa, aos convidados.

Nessa mesma linha, noivos e noivas podem arruinar por completo o tradicionalismo e trocar o bolo por fondants de chocolate acompanhados de frutas, tortinhas variadas e trufas servidas convidado a convidado. Ou mesmo ignorar o doce principal e optar apenas por um cardápio de petit fours.

Uma das ideias mais interessantes é não apresentar apenas um bolo enorme, mas dois ou três bolos menores – um escolhido pela noiva, outro pelo noivo, um oferecido pelos pais e assim por diante. É uma alternativa interessante quando toda a família é apaixonada pelo doce, mas não consegue chegar a um consenso quanto ao sabor e formato do bolo nupcial. Melhor então agradar a todos.

Luana Davidsohn, confeiteira especializada em cupcakes com loja em São Paulo, conta que suas encomendas para casamentos só crescem. “De janeiro até agora, os pedidos quintuplicaram”, diz. Noivos e noivas aderiram à moda dos bolinhos e vêm substituindo um único bolo gigante por uma torre das porções menores. “A vantagem do cupcake é que ele permite uma decoração altamente personalizada e pode funcionar tanto como bolo da festa quanto como lembrancinha para os convidados”, conta Luana. “Nossa gama de possibilidades em termos de sabores, cores e decoração também agrada muito aos casais. Eles tanto podem escolher um modelo único como fazer uma combinação de cupcakes diferentes”.

Para os noivos mais descolados, que não fazem questão de formalidades, a chef Carole Crema também inventa – ou reinventa – uma moda. Especialista em pâtisserie, ela faz um bolo gelado com sabor de antigamente e coloca os pedaços, separados e embrulhados, em uma caixa de isopor redonda, forrada com pasta americana e decorada como um bolo de casamento. Na hora de servir, é só abrir a caixa e cada convidado tem seu bolinho.

“É uma opção bacana para os casamentos feitos na praia, principalmente na temporada de verão”, diz a chef. O sabor de maior sucesso é o bolo gelado de coco, que vem bem molhado, e o bolo de brigadeiro, ótimo para quem não abre mão do chocolate. A onda já pegou tanto que Carole até já encomendou um papel especial para embrulhar seus bolinhos gelados, para eles não perderem a textura especial.

Profissionais do ramo já estão mesmo se reinventando junto com os bolos. Para a chef e proprietária do buffet Arroz de Festa, Adriana Cymes, o mercado de casamentos evoluiu tanto no Brasil que a mudança foi além do bolo e invadiu até a mesa de doces. “O bolo só se mantém para os casais que fazem questão do ritual de cortá-lo frente aos convidados”, diz. “Para quem aprecia o sabor, a troca por uma sobremesa da preferência dos noivos é muito comum”.

A mesa dos docinhos ganhou muito espaço nas festas de hoje, muitas vezes substituindo completamente o bolo. “Grande parte dos casais, ao perceber que podem ter um doce de chocolate ou doce de leite, muito mais apetitoso ao próprio gosto, ignoram o bolo”, ela conta. No Arroz de Festa, o rogel de dulce de leche – feito de massa finíssima, doce de leite, coberto com merengue tipo italiano e queimado com maçarico – já acompanhou muitos brindes de champanhe. E o bolo virou história.

0 comentários:

Postar um comentário

GALJY Cerimonial e Eventos © Copyright 2012.|TODOS DIREITOS RESERVADOS| Feito porLaysa layout.